Pesquisar este blog

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Nosso Patchwork Básico de Todos os Dias

Olá Amiga

Materiais para patch

Tesouras serão bem-vindas no seu atelier

    O interesse pelos trabalhos manuais tem cada vez mais crescido no Brasil. Não só pelo prazer e descontração da realização de uma atividade criativa, que diminui o stress e melhora o humor, mas como uma fonte de renda alternativa, além de possibilitar a produção de uns presentinhos bem originais naquelas ocasiões importantes e sociais na nossa vida, como aniversários, chá de fraldas e Natal, por exemplo. Fazer o enxoval do próprio bebê, motivo pelo qual comecei a me interessar pelo patch, ou para um sobrinho, afilhado ou para o enxoval de casa nova de uma amiga querida, é tudo de bom!

    Para contribuir com sua nova paixão criativa, esta semana vou postar algumas dicas básicas para quem ama os trabalhinhos em patch, mas ainda acha muito caro ou difícil de iniciar. Não tenha medo!!! Ninguém precisa nascer com talento profundo. Basta ter vontade e se empenhar nas técnicas, pois, como você sabe, tudo na vida tem um "truquezinho" para facilitar o nosso sucesso. E não é caro, não! Você pode ir adquirindo suas ferramentas de trabalho aos poucos, sem se sobrecarregar e eu garanto, que só com o básico, já dá para fazer e aprender um montão de coisas, projetos bem legais.
    E eu quero muito contribuir para que você comece com sua terapia criativa.
    Então, lá vão as primeiras dicas. Não se assuste! Eu guio você por esta estradinha. Vem comigo!!!

    Para começar, vamos achar um cantinho para você trabalhar. No início não é preciso um espaço muito grande, você pode costurar na sua mesa de cozinha ou sala de jantar. A iluminação deve ser grande, de preferência com luz natural. Separe um caixa ou cesto para colocar seus materiais da forma mais organizada possível. Se você puder contar com uma gaveta ou prateleira para armazenar tecidinhos e sua cesta, melhor. Pronto! Você já iniciou o seu atelier de patchwork. Parabéns!
    O segundo passo é separar aqueles materiais que você tem em casa. Se não tiver, são os primeiros que deve adquirir. Procure uma casa especializada em patch ou algum armarinho em que você goste de comprar; hoje eles tem diversos materiais de patch disponíveis. E se você for internauta, adquira nos sites de sua preferência e confiança. Eu costumo comprar muita coisa pela internet, sem problema.

    O material básico do patch é constituído pelo trio base de corte, régua para corte e cortador circular. Então, vamos começar por estes itens:

1. Base para Corte: é feita de borracha ou poliéster e foi desenvolvida para ser usada com o cortador circular. Observe que se você estiver interessada em scrapbooking também, esta base será utilizada para ambas as atividades criativas. Esta base não danifica a afiação da lâmina de corte, o que economiza uns bons trocadinhos para você, além de não danificar a sua mesa. Existem vários tamanhos disponíveis para comprar, mas a mais utilizada é a de ( 43 x 59 )cm ou 18" x 23 1/2". Os materiais e projetos em patchwork normalmente são oferecidos em polegadas e não em centímetros, pois nos Estados Unidos, onde o patchwork está difundido desde a época da escravatura ( esta é uma história que posso contar para você em uma outra coluna ) e é por lá que encontramos as novidades e a maior variedade de materiais. Escolha o tamanho que for mais conveniente para você, mas se quiser ter este material para sempre, sugiro não comprar uma base muito pequena. Tenha certeza que você vai utilizá-la bastante.
A base de corte tem longa duração, desde que você a utilize apropriadamente. Nunca a deixe ao sol, não transporte em seu carro deixando-a no porta-malas, nem no calor e não passe tecidos sobre ela, senão ela ficará permanentemente danifica, curvada e você terá que adquirir uma nova base.
Passe um paninho com álcool para mantê-la sempre limpinha e mais nada.
Ah, e não guarde sua base na posição vertical ou encostada em algum lugar, pois ela ficará danificada. A base deve estar sempre depositada sobre uma superfície plana.

2. Cortador Circular: permite cortes precisos e é fundamental para você fazer projetos com qualidade.
DICA: nunca rasgue o tecido que você vai usar em um projeto de patchwork. O rasgo esgarça o tecido e não permite que o trabalho tenha a qualidade necessária. Peça para a vendedora cortar o tecido quando for comprá-los.
As lâminas podem ser facilmente substituídas quando perderem o fio. O cortador você terá para sempre, pois ele é muito resistente.
O cortador é parecido com um estilete, muito afiado, você deve ter muito cuidado ao manuseá-lo e deixar a lâmina sempre retraída quando não o estiver usando. Usa-se em conjunto com a base de corte e a sua lâmina não danifica a base, que absorve o corte e se regenera.

3. Régua para Patchwork: as réguas são feitas de acrílico e existem diversos modelos, para as várias técnicas e projetos de patch.
Como você estará iniciando, sugiro comprar uma régua para uso geral. Esta você também usará para sempre.
A mais indicada é a de ( 15 x 60 )cm, com marcação de 0,5cm. Você também pode comprá-la em polegadas. Com o tempo, muito provavelmente você terá várias réguas e elas serão tanto em centímetros quanto em polegadas para facilitar a tradução de seus projetos, mas por enquanto, escolha uma delas. Observe que a régua deve ser compatível com o tamanho da sua base. Não adiante nada ter uma base grande e uma régua pequena, nem vice versa.
Provavelmente a sua régua terá algumas marcações de ângulos, como 45º e 60º, mas não se assuste. Com o tempo você poderá usar estas medidas. Por enquanto as ignore e se concentre nas medidas principais.
   
    Algumas coisinhas você deve ter em casa: alfinetes, tesouras ( você vai usar uma tesoura somente para tecidos, outra para mantas acrílicas e outra para papéis - muito importante para a preservação do fio da sua tesoura e para obter a maior qualidade possível de seus projetos ), ferro de passar roupas, fita métrica, desmanchador de costuras e linhas de costura.
    Bem, até para estes itens o patch tem suas próprias ferramentas e requerimentos, mas vamos adquirindo devagar, conforme sua vontade de costurar for aumentando.

    Então, vá separando estes materiais e tecidinhos ( em algodão ), linhas de costura e agulhas e vamos iniciar em breve um projetinho de patch juntas.

    Boa Sorte e até a próxima coluna.
    Abraço
    Karla Knorr

3 comentários:

  1. Adorei a sua aula, Karla! Muito objetivo e delicada. Vou aguardar, ansiosamente, as próximas.

    Beijos,

    Eneida

    ResponderExcluir
  2. obrigada de coração eu adorei seu blog eu procurava por esclarecimento sobre material e como iniciar pois eu não entendo nada a não ser minha admiração sobre o patchwork ,mais eu estou encantada e busco todo tipo de informação , grata um grande abraço e um feliz 2014

    ResponderExcluir
  3. Oi tudo bem? Gostei muito das suas dicas. Estou montando um atelier e queria dicas de como montar opatchwork básico a mão. Eu fiz a algum tempo e queria começar com patch a mão. Um abraço e sucesso.

    ResponderExcluir

Muito obrigada por seu comentário!