Pesquisar este blog

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Dicas de Livros Básicos de Patchwork

 
Olá Amiga
 
      Hoje, sexta-feira, véspera de fim-de-semana, dia mundial de tomar cerveja, como já dizia aquela propaganda de televisão, posto dicas de dois livros bem legais sobre patch para quem está querendo arrumar os seu cantinho com mais organização e aprender sobre as mais variadas técnicas disponíveis nesta ciência de criatividade e habilidades manuais.

 
      Contando uma historinha para descontrair, a Bella, minha filha maior, quando chegava em casa da escolinha e ela ainda era um pinguinho, devia ter quatro ou cinco anos, olhava para mim e cantava essa musiquinha da cerveja, que já nem me lembro mais de qual marca, bem alto, anunciando o findi que finalmente estava chegando. E eu dizia rápido para ela... Chhhhhhh, o que as pessoas vão pensar? Que eu te dou cerveja nas sextas-feiras, guria! Fica quieta!!! O que é o poder do marketing através destes gingles de TV, não é mesmo? Grudam na nossa cabeça e não conseguimos mais esquecê-los, mesmo que não sejam nenhuma maravilha. Outro gingle grudento é o do remédio Neusaldina ( nem sei se escreve-se assim!! ), bem difícil de se livrar dele!
 
     Mas voltando aos livros, seguem:
 
Creating Your Perfect Quilting Space - Lois L. Hallock - Martingale & Company
Complete Guide to Quilting - Better Homes and Gardens - John Wiley & Sons Inc
 
 
     O 1º guia prático para quem ainda não tem o seu espaço permanente em casa e quer montá-lo. Indica a altura correta para a mesa de corte, mesa de trabalho e máquina de costura, como armazenar suas ferramentas e tecidos, qual a iluminação correta para não prejudicar os seus olhos, layout do espaço ( para todos os tamanhos e custos que caibam na sua salinha e no seu bolso ). Tem desenhos das propostas e fotos da organização destas. Fala um pouco sobre os benefícios de cada proposta e de como solucionar os problemas mais comuns de espaço para que você tenha o seu cantinho ergonomicamente correto, dentro do seu orçamento e do seu gosto.
 
     O 2º fala bem detalhadamente dos fundamentos do verdadeiro quilt e patchwork, técnicas, ferramentas adequadas, acessórios, como selecionar a paleta de cores para o seu trabalho, sobre os padrões e desenhos, como montar os blocos, sobre as medidas mais variadas de tecidos e peças de quilt, sobre costurar à mão e à máquina e muitas outras informações. realmente vale a pena adquirir. A única desvantagem é para quem não entende inglês. Os melhores livros são americanos e as melhores revistas australianas, na minha opinião, é claro.
 
     Selecionei para a coluna de hoje a dica do Guide to Quilting sobre limpeza do se quilting. Existem muitas dúvidas sobre o melhor método de limpeza e esta é uma pergunta frequente das amigas que lêem esta coluna ou me encontram em feiras e eventos.
 
     " Evite lavar o seu quilting, a menos que seja muito necessário. A lavagem, mesmo quando com extremo cuidado e gentileza, causa o desbotamento dos tecidos e a abrasão das fibras naturais e sintéticas, no caso das mantas acrílicas, quando usadas ( eu preferencialmente uso mantas de algodão sempre que possível ).
 
     1. Arejar seu Quilting: anualmente coloque os seus trabalhos no varal em um dia seco e ventoso ( pelo menos uma brisinha deve estar presente! ) para serem arejados. Você também pode colocar os seus trabalhos no chão seco e limpo, em cima de um cobertor, toalha ou manta. Cubra os trabalhos com um pano limpo ou lençol, de forma que nenhuma sujeirinha caia em cima e manche o tecido ( como os detritos daqueles passarinhos lindinhos que cantam na sua janela no raiar do dia!! ). Evite pendurar os quilts em cordas para roupas, pois podem provocar marcas permanentes.
 
     2. Aspiração: aspirar os trabalhos com o aspirador de pó, frente e verso do quilt, evita o acúmulo de poeira e sujeiras do meio ambiente. Use um paninho com a malha bem aberta na saída do aspirador e o prenda com um cordão, de forma que o trabalho fique protegido de um vácuo excessivo. Passe o bocal forrado com delicadeza sobre a superfície. Sempre aspire os seus trabalhos antes de guarda-los, mesmo que ainda não estejam finalizados.
 
     3. Lavagem: adote como recurso somente se os métodos anteriores não foram eficazes, pois os quilts de algodão podem ser lavados em água fria, com sabão de coco ou glicerina, à mão ou no ciclo mais leve de sua máquina de lavar roupas, dentro de um saquinho protetor próprio para a lavagem de mais de nylon e seda, se a sua máquina de lavar for moderna e dispor de ciclos para este tipo delicado de roupas. Não centrifugue ou torça o seu trabalho; ao invés disso, aperte-o gentilmente para remover o excesso de água. Quilts molhados são pesados e devem ser dispostos para secar de modo que não estiquem com o seu peso. recomenda-se dispô-los em um lugar plano e seco.
 
     3.1 Lavando à Mão: use um recipiente que não tenha sido anteriormente usado com sabões ou detergentes.
   Coloque uma toalha grande ou pano limpo dentro deste recipiente para apoiar o quilt.
   Previamente dissolva o sabão em água, antes de coloca-lo no recipiente. Certifique-se de que haja suficiente água no recipiente para cobrir o quilt.
   Disponha o quilt sobre a toalha, dentro do recipiente e gentilmente o agite. Nunca o torça ou esfregue.
   Enxague o quilt tirando a primeira água e colocando água limpa novamente. repita este ciclo até que o sabão seja totalmente removido e a sujeira desapareça da superfície do quilt.
   Pressione o excesso de água ainda contida no quilt. Comece a espreme-lo pela parte de baixo e vá subindo até o topo do trabalho. Use uma toalha seca sobre o quilt para remover a maior quantidade de água possível por absorção na toalha.
   Remova o quilt ainda na toalha e o deposite em uma superfície seca e arejada. nunca coloque o seu quilt ao sol. Deixe-o secar naturalmente, mas se estiver com muita pressa, o secador de cabelo no modo frio pode acelerar este processo sem danificá-lo.
 
   3.2 Lavando em Máquina de Lavar Roupas: somente para máquinas de lavar com ciclo para roupas delicadas!!
   Encha a máquina com água limpa e dissolva o sabão.
   Coloque o quilt na máquina, já dentro do saquinho para roupas sensíveis. Deixe a máquina lavar, em ciclo leve, por 15 minutos, sempre checando se o seu trabalho não embolou no tambor.
   Repetir os passos anteriores se o seu quilt estiver muito sujo.
   Usando este ciclo para roupas delicadas, você pode centrifugar o quilt.
   Retire o quilt da máquina e o deposite em uma toalha limpa e seca e o coloque para secar em lugar seco e plano, longe do sol.
 
   3.3 Lavagem à Seco: é aconselhável a checagem de referências sobre a lavanderia antes de confiar seu quilt a uma lavanderia. A lavagem à seco pode causar desbotamento, enrugamento e troca de coloração em tecidos de algodão. A lavagem à seca é o último recurso a ser utilizado. Somente recorra a este tipo de lavagem caso os métodos anteriores não tenham removido a sujeira mais resistente.
 
     Um abraço e aproveite bem o seu findi!
 
     Karla
 
 
   

Um comentário:

  1. Adorei seu blog tem muito artigo bom. e essa postagem então...amei. criei um link para voce em http://verefazer.org/ adorariamos ter uma visita sua. bjinhusss

    ResponderExcluir

Muito obrigada por seu comentário!